Roberta Stella | Nutrição sem dieta


Deixe um comentário

Cálcio: recomendação, biodisponibilidade e consumo de leite

leite_excluirAviso: esse texto está longo. Para quem deseja uma resposta rápida para “sim ou não para o leite na alimentação?” vá ao último item “Afinal, o leite pode fazer parte da alimentação?“.

Nos dias de hoje em que produtos com a chamada “sem lactose” são vistos como mais saudáveis pode parecer desafiador falar do leite. E, na verdade, é, mas não por causa de qualquer pressão de que dietas sem lactose são melhores para a saúde e, sim, porque a ciência é dinâmica fazendo com que novas observações e recomendações surjam. Já presenciamos antes e, mais recentemente, o excesso de colesterol na dieta que era fator de risco para doenças coronarianas deixou de ser pelo fato de não haver observações fortes que justificassem a relação da quantidade de colesterol na dieta com alterações das frações de colesterol no sangue e o desenvolvimento de doenças coronarianas.

Quando falamos de leite, pensamos em algumas características que ele apresenta:
1. Lactose: é o açúcar do leite. O organismo de muitas pessoas não conseguem absorver a lactose devido à ausência ou deficiência da enzima lactase Continuar lendo


Deixe um comentário

Vitamina B3 ou niacina

Alimentos de origem animal são as principais fontes de vitamina B3 chamada, também, de niacina.

A niacina é um componente de coenzimas que estão presentes nas células. São essenciais nas reações de liberação de energia a partir dos carboidratos, proteínas e gorduras.

A deficiência dessa vitamina causa uma doença chamada Pelagra, resultado de uma alimentação com ingestão inadequada de proteínas.

Recomenda-se a ingestão de 16 mg / dia.

As principais fontes desse nutriente são os alimentos de origem animal como carne bovina, de aves, peixes, leite e ovos.


Deixe um comentário

Riboflavina

A riboflavina é uma vitamina do complexo B. Ela está envolvida no transporte de elétrons que é parte fundamental para a produção de energia a partir dos carboidratos, proteínas e gorduras. Além disso, a riboflavina apresenta função antioxidante, prevenindo o envelhecimento celular. Continuar lendo