Roberta Stella | Nutrição sem dieta


Deixe um comentário

Dieta e emagrecimento

A dieta dá uma certa segurança porque diz o que comer, mas a restrição fica insuportável.

Um peso alcançado com dieta é mantido com dieta. Dieta nunca termina, ela vem e vai.

Ao chegar no peso estipulado, retoma a forma como se alimentava anterior à restrição. Ganha alguns quilos, volta para a dieta.

Até o dia em que percebe que, para manter o peso que estipulou pensando naquele peso que iria ficar melhor esteticamente e que, também, “seria melhor para a saúde”; a restrição, o controle, o foco, o pensar obsessivo na comida, o sofrimento, a angústia são atitudes e sentimentos que a/o acompanharão por muito tempo.

O inferno está construído na cabeça: a dieta dá uma certa segurança porque diz o que comer, mas a restrição fica insuportável. Ao voltar a comer que leva ao ganho novamente de peso, vem a certeza de que comer se tornou algo complicado e pensa em voltar para a dieta que, pelo menos, diz o que tem que comer. Essas situações são repetidas, levando o corpo e a mente a padecer.

Mas algumas situações não foram consideradas:

1. se o peso é mantido por restrição, ele não é o peso natural do corpo. É necessário entender qual é o peso do corpo. Esse peso não é estipulado como meta, não é o que “eu quero ter” , mas o que o corpo precisa ter. O peso é do corpo e, não, da cabeça ou da mente ou do que mentalmente, baseado em fatores sociais e culturais, desejamos ter.

2. para entender esse peso natural, é fundamental parar, deixar de fazer dietas e iniciar um processo de entendimento do porquê comer se tornou algo tão complicado quando deveria ser tão natural e tranquilo.

3. a partir desse entendimento, começa a mudança: sair de um comer transtornado e disfuncional para o comer normal, natural, sem precisar usar tanto o racional, sem precisar pensar tanto em comida e no que comer.

Perceba, há uma alternativa para alcançar essa tranquilidade em relação à comida e ao corpo. Considere parar de fazer dieta e, para cuidar da sua alimentação de uma nova forma, busque ajuda e apoio de um nutricionista que não prescreve o que comer e não indica dietas. Por sinal, é assim que eu trabalho!


Deixe um comentário

Dietas funcionam mas,…

dietas_funcionamAcho importante esclarecer que dieta é um termo que se refere a um padrão alimentar. Tem dieta para emagrecer, dieta para manter o peso, dieta para ganho de peso, dieta para diabéticos, dieta para hipertensos. E assim vai. E, reeducação alimentar, também, é uma dieta. Como é comum associarmos a palavra dieta a emagrecimento quando lemos / ouvimos / escrevemos essa palavra, normalmente, temos a intuição que é um tema sobre emagrecimento.

O que a ciência nos diz é que dietas (para emagrecimento no estudo da obesidade) funcionam mas, a curto prazo. E é importante ressaltar que reeducação alimentar funciona, mas a curto prazo, também. Eu quero explicar isso porque quando falamos em reeducação alimentar, quem deseja emagrecer pode ter uma percepção errada já que anda soando como algo fácil e sem sacrifícios para emagrecer e, principalmente, muito intuitivo para a manutenção de peso. E não é isso que vemos.

Portanto, se o objetivo é emagrecer, o que deve ser importante focar, pensar, questionar é como a dieta (da moda ou a reeducação alimentar) pode ajudar na manutenção de peso já que todas elas vão cumprir com o objetivo de emagrecer.
Pensar a longo prazo é imaginar a sua vida daqui a 5 anos e como a alimentação molda o seu comportamento alimentar. Continuar lendo


2 Comentários

Dietas não funcionam. Não conte calorias. A verdade para emagrecer.

Dietas

Faz parte do aprender a comer saudável entender que a quantidade de calorias é consequência dos nutrientes que o alimento apresenta.

Olá,

Quem é que nunca na vida desejou emagrecer? E não importa a quantidade, de meio quilo a dezenas de quilos, a verdade é que estar satisfeito com o espelho é uma tarefa difícil de alcançar. Mas, para aquelas pessoas que têm um relacionamento antigo com a balança a situação parece não ter fim: um pensar constante em comidas e um engorda-emagrece-engorda sem fim. Não quero aqui, de maneira alguma, prometer o emagrecimento definitivo, mas é possível reverter essa história.

Antigamente, o conceito de emagrecimento era restrição alimentar, não importava qual, indo da retirada total de carboidratos até a retirada total de carnes. E nessa tentativa de 180 graus, o que faltava no meio do caminho era disposição e ânimo em continuar se flagelando por estar acima do peso. Se havia pecado pela gula, a restrição alimentar era o momento da penitência.

Esse conceito de restrição é muito ultrapassado, pois leva a uma relação de culpa com a comida. Por isso, hoje é muito comum a ideia de “não conte calorias”, o que acho válido até a segunda linha. Esse conceito é interessante porque foca na qualidade da alimentação, isso, sem dúvida, é muito importante, mas pode levar a equívocos aquelas pessoas que não sabem por onde começar, como escolher o melhor alimento entre tantas opções.

Se você quer ter uma alimentação saudável e emagrecer, não é opção o vale tudo para eliminar os quilos que deseja. Restrições de grupos alimentares e de nutrientes não é opção saudável. E é aqui que entra o conceito que derruba os regimes e dietas ressaltado na afirmação “dietas não funcionam”.

As afirmações “não conte calorias”e “dietas não funcionam”são divulgadas de maneira incompleta e, certamente, não ajudam muito na hora da escolha alimentar.

Se você quer emagrecer, você precisa sim saber a quantidade de calorias que está alimentando o seu corpo já que o excesso de calorias é estocado em forma de gordura corporal. Isso a ciência ainda não rejeita.

Se você quer ter uma alimentação saudável, você precisará consumir todos os grupos alimentares (nada de restrições!) e dentro de cada grupo escolher os mais ricos em nutrientes porque há diferenças entre o arroz branco e o arroz integral, e entre um suco natural e um suco (néctar!) “de caixinha”. E não ache que o biscoito integral é mais saudável do que o biscoito água e sal! E quem já não comeu aquelas mega saladas com muito molho, sal e até embutidos, e saiu feliz porque acreditou comer algo saudável?

É por essas que o conceito “não conte calorias”e “dietas não funcionam” tem grande efeito na hora da leitura, mas pouco, na prática.

Faz parte da sua educação nutricional entender a qualidade do alimento, como ler o rótulo dos produtos, como escolher o melhor alimento entre tantas opções e o porquê dos alimentos terem determinada quantidade de calorias e como fazer para estar bem nutrido sem consumir um excesso de energia.

Contar calorias até saber fazer as melhores escolhas alimentares é parte do processo de educação nutricional e do emagrecimento saudável. Se as calorias são o resultado da composição nutricional do alimento (quantidades de carboidratos, proteínas, gorduras e porcentagem de água), ou seja, da qualidade dele, faz parte da sua alimentação saudável ter atenção a essa característica dos alimentos.

Para pensar…
– Dietas da moda não funcionam. Se alguma nova dieta aparecer de repente, uma nova restrição, você já sabe: fuja! Se você não apresenta nenhuma intolerância ou alergia alimentar, você pode comer de tudo. Sim, até glúten e lactose, oras! Vale sempre lembrar que dieta significa um padrão alimentar adequado para determinada condição (dieta para hipertenso, dieta para diabético, dieta para manter peso, dieta para ganho de peso), mas, erroneamente, é utilizada para designar alimentação para emagrecer baseada em modismos.
– Não conte calorias se você já tiver adotado um bom hábito alimentar. Se não tem segurança sobre a qualidade do alimento ou não sabe e ainda tem dúvidas qual alimento escolher, contar calorias irá te manter dentro de uma rota, evitando o ganho de peso.

Leia mais
100% integral, clique aqui.
Os nomes do açúcar, clique aqui.


Deixe um comentário

Bem-vindo a #15dicas15 dias para uma alimentação saudável

Three Female Friends Enjoying Meal Outdoors At Home

Para acessar o conteúdo das 15 dicas, basta clicar nos links abaixo:

Apresentação #15dicas15dias: uma mudança por dia para uma alimentação mais saudável

#1de15 Pense na qualidade dos alimentos e não na restrição

#2de15 Qual é o seu motivo para querer uma alimentação mais saudável? Quem tem motivo tem motivação

#3de15 Comece a se conscientizar das suas escolhas alimentares. Só mudamos o que sabemos.

#4de15 Faça mais escolhas saudáveis do que equivocadas

#5de15 Saiba a escolher os alimentos mais saudáveis

#6de15 Tenha atenção com a quantidade dos alimentos que consome

#7de15 Não caia na sedução do preço

#8de15 Saiba economizar dinheiro comprando alimentos saudáveis

#9de15 Realimentando a motivação

#10de15 Saiba quando começar e quando parar de comer

#11de15 Três refeições principais. E os lanches?

#12de15 Não existem alimentos que engordam. E nem os que emagrecem.

#13de15 Olhe para as suas necessidades

#14de15 A melhor alimentação

#15de15 Tenha sempre atenção


Deixe um comentário

Apresentação: #15dicas15dias: uma mudança por dia para uma alimentação mais saudável

Roberta Stella, nutricionistaOlá,

Eu sou Roberta Stella, nutricionista. Quero compartilhar com você algo que acredito muito. Mudanças pequenas e definitivas feitas ao longo do tempo levam à construção de um novo hábito alimentar.

Mas não vou arriscar a dizer que é simples esse processo porque, se você está há algum tempo querendo emagrecer, sabe que na trilha do caminho para a alimentação saudável pode acontecer de dar alguns passos para trás.

Sabendo disso e, também, sabendo que cada pessoa tem a sua história e comportamento alimentar, eu jamais afirmaria que a construção de um novo padrão alimentar se faz em 15 dias.

Entretanto, posso lhe dizer que se, diariamente, você adotar uma nova atitude alimentar e ela for consistente ao longo dos dias, tenho absoluta certeza que no final de 15 dias a sua alimentação já estará bem melhor. E o mais importante e motivante é que você sentirá o seu corpo funcionando melhor, dormindo bem, com mais disposição e confiança.

Planejei e fiz esse ciclo de dicas pensando em você. E para mim é fundamental que ele seja funcional ajudando em seu objetivo.

Por isso, deixo, aqui, meios para você entrar em contato comigo além desse site, para me dizer como está sendo a sua jornada, compartilhando suas dúvidas e, principalmente, seus avanços e suas vitórias.

Vou adorar estar em contato com você! Anote:

Facebook: facebook.com/bemcomerbem
Instagram: https://instagram.com/bem_comer_bem
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCJe5ErPtC3If8wmm-cDV5Gg

Aproveite as dicas a seguir!

Até mais,

Roberta Stella
Nutricionista
CRN3 9788