Roberta Stella | Nutrição sem dieta

#14de15 A melhor alimentação

Deixe um comentário

Happy family in the kitchen cooking dinner togetherA melhor alimentação é aquela pela qual você se interessa e que forneça os nutrientes e as substâncias importantes para o bom funcionamento do seu corpo.

Se a alimentação passa a ser monótona, restritiva e não inclui os alimentos que você gosta saiba: essa alimentação não é para você!

Por isso, não existe um xerox e, também, você não deve copiar a alimentação de outra pessoa. Você precisa reservar um tempo para entender as suas escolhas e, ao mesmo tempo, ter a disposição de avaliar quais são as escolhas alimentares que ajudarão a atingir o seu objetivo final.

Se você tem o hábito de comer sem regras, onde tudo é permitido, cuidado com o que eu disse logo acima. Ter uma alimentação que permite alimentos como doces, refrigerantes, salgadinhos, excesso de carne vermelha, massas e pães não significa que pode comer quando bem entender esses alimentos. Reserve um ou dois momentos da semana para incluir um desses alimentos.

Você não deve comer todos esses alimentos durante a semana, mas se permita a ingerir um ou dois deles em algum momento. Esse permissão deve ser analisada. Por exemplo: se tiver uma comemoração, talvez seja o momento certo para isso.

A sua alimentação deve ser a mais natural possível, evitando os alimentos processados ou ultraprocessados. Entre esses alimentos estão os congelados, embutidos (salsicha, linguiça, presunto, peito de peru) biscoitos, doces, salgadinhos, refrigerantes, néctar de frutas, refrescos.

Evitando os alimentos ultraprocessados, você dará preferência aos alimentos mais natural possível. Alimentos que devem estar presentes em maior quantidade no seu dia são: frutas, legumes, carnes magras e peixes, leites, iogurtes, queijos, manteiga, verduras, arroz integral, feijão, aveia, pão integral, batata, mandioca, sucos naturais sem adição de açúcar.

Esse conceito é difícil de compreender para muitos, pois a vida inteira estiveram presos ao “o que devo e o que não devo comer”. Mas ao começar a pensar – e vivenciar – a não proibição de alimentos, tudo se torna mais atraente. E, como sempre, a moderação é a chave para não exagerar no que é bom e, claro, no que é ruim.

Para pensar:
Você come mais alimentos processados do que naturais? Se sim, como você pode reverter essa situação?
Você quem prepara as suas refeições? Ao preparar os seus alimentos, você irá se interessar mais pela qualidade deles. É treino e você precisa ser persistente. E evite pensar que você irá cozinhar só para você ou que irá perder tempo ou que ficará muita coisa para limpar. Pense nos benefícios!

Você pode falar o que pensa, aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s